top of page
  • Foto do escritorThiago Barreira

5 Dicas ESSENCIAIS de Convivência para Você não Surtar no Dormitório!


Conseguiu uma vaga em um Colégio ou Faculdade nos Estados Unidos mas ainda não sabe quem será seu colega de quarto?! Então saiba agora como você deve agir em todas as situações.


Saiba como se dar bem com seu roommate no seu intercâmbio para os Estados Unidos e Canadá com a GO USA

Como eu morei três anos e meio consecutivos nos Estados Unidos, eu sei falar com propriedade o que voce provavelmente irá encontrar e as diferentes situações que terá que conviver com seu colega de quarto.

Considerando que no primeiro semestre é muito difícil escolher com quem você irá dividir o apartamento ou casa, você poderá cair com estudantes de diferentes perfis e costumes, o que pode ser um tanto quanto estranho em um primeiro momento.

Pessoalmente, o universo de 'roommates' pode ser definido da seguinte maneira:

Fedorentos

O mais comum de se encontrar pelos dormitórios das faculdades. Como tomar banho em temperaturas mais baixas já é algo mais difícil para nós brasileiros, imagine para os europeus e americanos?


roommate/colega de quarto que não gosta de tomar banho durante o intercâmbio

Imaginou?! Pois é... você passará dias vendo seus colegas usando a mesma roupa e tomando banho de perfume. Portanto, já compre o famoso 'bom ar' extra e deixe do lado da sua cama para arejar o ambiente! kkk

Bagunceiros

Sabe aquela pessoa que deixa Fandangos aberto no meio do quarto, meia suja no seu lado da cama e ainda livros espalhados por todo o quarto?! kkk Parece até mentira, mas o meu primeiro roommate fazia tudo isso e mais um pouco.


roommate/colega de quarto bagunceiro na faculdade americana

O pior de tudo é que ele vivia falando que ia arrumar e se desculpava toda vez que eu encontrava com ele. No entanto, nunca reclamei de nada, pois passava a maioria do tempo fora do quarto e só voltava para dormir mesmo... (o que por sinal, já é uma ótima estratégia!)

Cachaceiros

Ir fazer faculdade nos Estados Unidos significa que você irá encontrar de tudo diante do seu caminho. Como existem diferentes perfis de pessoas, você não poderá filtrar logo de cara as situações que terá que passar.


roommate/colega de quarto cachaceiro no intercambio para faculdade

Sendo assim, o melhor que você pode fazer ao morar com um 'roommate' cachaceiro é ignorar o fato de que ele pode passar mal a qualquer momento, principalmente de madrugada! Passar o maior tempo possível fora do quarto também é uma ótima opção nesse caso.

"Nerds e Geeks"

De todos os tipos de 'roommates' que você poderá encontrar, esse é o menos pior e inclusive pode fazer bem a você.

Os roommates nerds podem ser um ótimo incentivo para você estudar mais e alcançar melhores notas, já que na maioria das vezes eles se dedicam em fazer basicamente três coisas: estudar, jogar videogame e comer.


colega de quarto/roommate nerd no intercambio para faculdade nos EUA

Por incrível que pareça, estudar dentro do quarto pode ser tão desafiador quanto ter os outros tipos de 'roommates' por perto, pois jogar videogame com volume alto pode se tornar rotina... "ahhh Thiago, mas por que você não pede para abaixar o volume?" Bom, claro que sempre pedimos, mas a percepção também tem que vir da pessoa que está te incomodando, claro!

Sonâmbulo

Esse aqui dispensa comentários... acordar no meio da noite com alguém fingindo ser o Homem-Aranha ou então imitando macaco é muito assustador! Portanto, sempre deixe um copo d'agua do seu lado para poder acordar o seu grande 'zombie roommate'.


fatos verídicos sobre ter um roommate/colega de quarto sonambulo no intercambio para os Estados Unidos

Por fim, com esses cinco tipos diferentes de roommates, já posso lhe passar as 5 Dicas Essenciais de convivência:

1) Tolerância: respeite as diferentes culturas e limites de cada um.

2) Se afaste: encontre novos lugares onde você possa estudar e ter concentração.

3) Reclame: saiba que tudo na vida tem limite e você pode reportar as atitudes do seu roommate para a direção e poder mudar de quarto efetivamente.

4) Aprenda: saiba analisar o que cada pessoa tem de bom e de ruim e extrai o máximo de experiência possível.

5) Supere-se: saiba superar os desafios, medos e incertezas encontradas durante a sua estadia fora do país. Isso será o fator mais importante para o seu crescimento pessoal e cultural!

Espero que tenham gostado das dicas de hoje! Nos vemos por aí e qualquer dúvida, basta entrar em contato comigo pelo celular (31) 99967-6000 ou telefone fixo (31) 3958-7797

206 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page